Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Artigo sobre a obra literária de José Luís Peixoto e a sua relação com a terra, da autoria de Silvia Cavalieri, publicado na revista académica Confluenze da Universidade de Bolonha, clicar aqui:

 

Terra che copre, terra che nutre - Morte e (ri)nascita nella scrittura di José Luís Peixoto

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31


1 comentário

Sem imagem de perfil

De claudia ribeiro a 26.07.2011 às 15:06

Exelente a abordagem das questões de vida e morte, terra e mar, angustia e gozo, realidade e escritura no artigo de S.C. sobre a poetica de JLP

Imagino que Portugal, desde as caravelas, vive o temor de naufragar e ainda assim não teme fazer-se ao mar. Por isso, talvez, entre outras cousas, tão lindamente "canta"!

No Brasil tem um poeta, músico, cantor, já falecido, cuja canção maior um dia disse. " É doce morrer no mar, nas ondas verdes do mar."

Baiano mestiço, Dorival Caymi, resolveu nesta frase, me parece, alguma coisa das dores dos portugueses exilados na America, dos colonizadores, dos africanos escravizados, dos índios dizimados.

O idioma que constituiu a nossa cultura, nos torna hojendia, por absoluta identificação, a um só tempo, pais, mães, filhos e filhas dos navegadores. Essa dor é portanto herança e errancia, tanto quanto esse amor.

Imagino ainda que em alguns, tudo isso se manifesta, se transformando em poesia. Mas é raro!



Comentar artigo




Instagram


papéis jlp
Arquivo de recortes sobre José Luís Peixoto e a sua obra.

projecto moldura

galveias no mundo






install tracking codes
Visitors since may 2015

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



page contents





Perfil SAPO

foto do autor